XXIV MOITARÁ

Por dentro da Metrópole

As grandes cidades do mundo são misteriosas. Sua multiplicidade inspira indagações, espantos, evitações, paixões. A SBPA tem o prazer de convidar especialistas e integrantes dessa pluralidade, com a intenção de compartilhar imagens e discursos.

Palestrantes:

Alexandre Pereira (antropólogo); Armando Prado (fotógrafo); Augusto Capelo (psicoterapeuta); Cláudia Grez (analista/Chile); Danilo França (sociólogo); Dartiu Xavier da Silveira (analista); Demônios da Garoa (grupo de música popular); Karina Biondi (antropóloga); Leniza Castello Branco (analista e cantora); Jorge Wilheim (arquiteto e urbanista); José Guilherme Magnani (antropólogo); Liliana Wahba (analista); Maria Inês Mantovani (museóloga); Maria Isabel Branco Ribeiro (Museu de Arte Brasileira - FAAP); Paulo Zanettini (arqueólogo); Roberto Gambini (analista)Rodney Taboada(analista).

Comissão Organizadora:

Augusto Capelo, Carlos Lacaz, José Guilherme Magnani, Leniza Castello Branco, Rodney Taboada, Selma Mantovani (Diretora de Eventos − SBPA), Tito Cavalcanti (Presidente SBPA), Vera Viveiros Sá, Victor Palomo.


Show de sábado do XXIV Moitará.

Os Demônios da Garoa fazem do entusiasmo do samba paulistano a marca registrada do grupo. Grande intérprete de Adoniran Barbosa, em 1965, gravou "Trem das Onze", (eleita em 2000, através de votação popular, a música-símbolo da cidade de São Paulo). Em 1994, os Demônios da Garoa entraram para o Guinness Book - Livro dos Recordes Brasileiro, como o "Conjunto Vocal Mais Antigo do Brasil em Atividade".

Informações: www.sbpa.org.br

 

 


 
clique para acessar a Rubedo